A Coimbra Capital da Saúde no incêndio do Hospital dos Covões não ficou nada bem na fotografia.

Assim não vale pena afirmar capitalidades, quando se afirma uma capitalidade é preciso dedicar uma atenção especial á área em questão.

O sistema municipal de protecção civil falhou, questiono-me como estarão o resto dos equipamentos fundamentais de protecção civil, este incidente é mais ou menos a mesma coisa andar com as chaves originais e a copia no mesmo porta-chaves.

Imagine-mos que estávamos em Agosto em plena onda de calor, em que muitos idosos com insuficiências múltiplas estavam internados, ligados a máquinas para estabilizarem, o ar condicionado era um suporte de vida fundamental. As urgências estavam cheias de crianças e adultos com insolações. Ocorriam incêndios um pouco por todo o distrito, os meios de transporte de doentes estavam quase todos em utilização para o combate a incêndios. O pessoal médico de férias ou destacado para serviços nas praias.

O que teria acontecido?

 

Hugo Duarte

Anúncios

5 responses to “A Coimbra Capital da Saúde no incêndio do Hospital dos Covões não ficou nada bem na fotografia.

  1. Acredito que se assim fosse, teríamos um grande problema, embora o que aconteceu já foi um problema. Supervisionem…. Ou ponham alguém a SUPERVISIONAR! Se não conseguirem vejam se encontram alguém que pelo menos saiba pensar.

    1

  2. “O sistema municipal de protecção civil falhou”

    Não consegui identificar no texto as razões para tal conclusão. Alias, estou convicto que o sistema funcionou cabalmente. Só não conseguiu evitar o incendio do quadro electrico.

  3. O sistema municipal de protecção civil falhou”

    Não consegui identificar no texto as razões para tal conclusão. Alias, estou convicto que o sistema funcionou cabalmente.

  4. Não sei se consigo concordar contigo Hugo.. foi um acidente que pode acontecer em qualquer altura e em qualquer lugar.. se por aì se pudesse falar em perda de capitalidade na área da saúde então o que dizer da capitalidade de Lisboa após o incêndio no Chiado?..

    Daniel

  5. O hospital é elemento fundamental a uma protecção civil eficaz, o seu gerador deve estar pronto a funcionar em caso de avaria do quadro eléctrico convencional, deve estar num local separado para não sofrer com um eventual incêndio do quadro. O sistema eléctrico do hospital deve estar devidamente faseado de forma a podermos isolar áreas em curto-circuito. A protecção civil congrega todos os agentes e infra-estruturas públicas e privadas que em caso de catástrofe podem minorar danos. Convêm que elas em si nunca possam ser a catástrofe ou ampliação destas.
    Compete em primeira ordem ao Comandante da Protecção Civil verificar se todos os seus equipamentos estão devidamente protegidos.

    Hugo Duarte

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s