A mata do choupal que futuro?

Este artigo aborda somente o valor ambiental da área em questão.

O choupal enquanto património ambiental é de importância pouco relevante sendo uma floresta de quase só de choupos. Árvore sensível ao fogo, característica das zonas boreais embora também se encontra no clima mediterrâneo junto a cursos de água.

Esta mata para ser mantida de forma a poder ser utilizada requer muitos cuidados e no ambiente temos sempre que fazer um balanço beneficio custo.

O Bosque mediterrâneo composto essencialmente por Quercus de diversos tipos e á nossa latitude especialmente por carvalho português é o que melhor se adapta ao nosso clima, quando instalado na sua fase final é muito pouco vulnerável ao fogo, melhora os solos devido á sua folha caduca ou marcescente.

A mata mediterrânica necessita de manutenção até atingir o estrato sub-arbóreo mas depois é auto sustentável e em caso de plantar também sobreiros ainda pode dar lucro. Outras das falácias que se diz é que o choupal é o pulmão da cidade estas coisas não são assim tão lineares, se tal fosse verdade a Av. Fernão Magalhães mesmo ali ao lado não seria uma das mais poluídas da Europa.

O verdadeiro pulmão da cidade é todo maciço marginal de Coimbra composto pela serra do Roxo e Aveleira entre outras.

Este artigo não se destina tomar uma posição, apenas lançar aspectos científicos para um debate mais profundo sobre o futuro desta mata.

Em próximos artigos abordarei o aspecto económico e simbólico.

 

Hugo Duarte

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s